São três dias para explorar um destes destinos ou relaxar e aproveitar para renovar energias para as festividades natalícias que se seguem.

Estes 5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado são fantásticos para uma escapadinha, sozinha(o), a dois ou em família!


1. Sintra, Portugal

Há quem lhe chame o Monte da Lua e há ali uma mística encantadora. Perfeito para casais, mas a vila é também um local giro para uns dias sozinha(o) ou em família. Não é por acaso que a UNESCO a considerou Património da Humanidade!


Experiências a não perder

Subir a serra de charrete e/ou fazer um passeio pedestre, dependendo da vontade e espírito aventureiro de cada um.
Passear pela vila e comer uma queijada e um travesseiro! Sem medos, se fizerem um passeio pedestre para compensar, queimam essas calorias todas. 🙂 

Palácio Nacional de Sintra 

É inconfundível e marca a paisagem da vila com as suas duas chaminés cónicas.

O Paço de Sintra atual é formado por muitos paços reais. É um conjunto de edifícios que foram construídos, acrescentados e adaptados ao longo de séculos, sendo a data da fundação do paço mais antigo um enigma por resolver ainda hoje. Muito provavelmente, o primeiro edifício foi construído por volta do século X ou XI, quando Sintra era território islâmico. No final da Idade Média, o Paço de Sintra era o centro de um território gerido pelas Rainhas de Portugal, mas foi também um dos espaços preferidos dos monarcas portugueses. A abundância de caça na região, a frescura do clima durante os meses de verão ou a necessidade de refúgio em períodos de peste na capital fizeram do Paço de Sintra um destino frequente. Guardião de memórias e testemunha de acontecimentos empolgantes da história de Portugal, o Paço de Sintra oferece a quem o visita a oportunidade de fazer uma viagem no tempo e ir ao encontro de outras vidas tão diferentes das nossas.

by visitportugal.com

Para descobrir mais sobre este palácio, o mais antigo de Portugal, espreitem aqui.

Parque e Palácio Nacional da Pena 

Apreciar a vista do Palácio da Pena para a serra de Sintra é algo inexplicável.

5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado | Sintra
Há zonas no exterior do Palácio com os microclimas muito peculiares!

A sua história começa no século XII e prolonga-se ao longo dos séculos. No interior do palácio encontramos a riqueza da história de Portugal. É Monumento Nacional desde 1910, contribuiu para que Sintra fosse considerada pela UNESCO, em 1995, Património da Humanidade e está rodeado por um parque lindíssimo que merece, sem dúvida, uma visita!

5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado | Sintra

Os tons coloridos do palácio, expoente máximo do Romantismo em Portugal e obra eterna de D. Fernando II, Rei-Artista, abrem portas à imaginação de todos os que ali chegam, e os infinitos matizes de verde que pintam o parque circundante constituem um cenário idílico, frequentemente sob o véu do característico nevoeiro da serra de Sintra. Como que saído de um conto de fadas, este lugar faz sonhar todas as gerações dos que por ali passam e que com ele se deslumbram.

by parquesdesintra.pt

Para descobrir mais sobre este palácio peculiar, espreitem aqui.


Quinta da Regaleira

Um dos expoentes máximos do romantismo, na verdadeira essência da palavra, a Quinta da Regaleira tem locais maravilhosos para explorar.

É neste enquadramento pinturesco que encontramos, logo à saída do centro histórico de Sintra, a Quinta da Regaleira. Pensada e construída no transcorrer dos finais de oitocentos, espelha a sensibilidade e os interesses culturais, filosóficos e científicos do proprietário comitente, António Augusto de Carvalho Monteiro (1848-1920), aliados ao virtuosismo do arquiteto-cenógrafo italiano Luigi Manini (1848-1936). Da cultura e criatividade destas duas personalidades, resultou num ensemble arquitetónico eclético-revivalista, com particular enfoque para os estilos Manuelino, Renascentista. Medieval e Clássico.

by Quinta da Regaleira 

Para saber mais sobre este local lindíssimo, visitem o site.

2. Nice, França

5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado | Nice

Nice, a cosmopolita capital da Côte d’Azur, é um dos destinos mais cobiçados, pois, apesar de as praias serem o mais visível atractivo de Nice, existe também um legado místico desta cidade de elite. À sua volta encontra outros destinos não menos interessantes, como Cannes, Saint-Tropez e o principado do Mónaco.

Experiências a não perder

Para fazer praia – a maioria são praias públicas – experimentem a Plage Publique des Ponchettes, uma das mais conhecidas e localizada perto do casco histórico. 

Para quem prefere um ambiente mais reservado, há várias praias privadas, algumas com direito a guarda-sol e uma das míticas espreguiçadeiras azuis (mediante pagamento).

5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado | Nice

Passear pela Promenade des Anglais

Não deixem de fazer um passeio marítimo pela histórica Promenade des Anglais, aproveitando o clima temperado – os Alpes protegem esta costa dos ventos do norte – que se sente nesta região. Ah, uma boa altura para andar por estes lados é ao fim da tarde, para aproveitar o maravilhoso pôr-do-sol.

Visita ao Mónaco

Há muitas coisas para visitar em Nice, mas para quem só ver as vistas e fazer umas caminhadas à beira-mar, o meu conselho é: “visitem o Mónaco!”.

Os transportes públicos funcionam bem, mesmo ao fim-de-semana, com uma rota à beira-mar. É quase um passeio turístico de autocarro! 🙂 É óbvio que também podem alugar um carro e fazer esta viagem de forma mais tranquila e parar quando vos apetecer.

O principado do Mónaco é uma cidade-estado independente, na zona costeira do Mediterrâneo, conhecida pelos casinos de luxo, pelo porto recheado de iates, assim como pelo Grande Prémio de Fórmula 1. Monte Carlo, o distrito principal , tem um elegante complexo de casinos da belle-époque e a casa de óperas Salle Garnier. Por aqui irão também encontrar muitos hotéis de luxo, lojas, casas noturnas e restaurantes. Eu diria que é uma experiência a não perder!

3. Évora, Portugal

O centro histórico de Évora é Património Mundial da UNESCO desde 1986 e a cidade é considerada o coração do Alentejo.

Experiências a não perder

A Gastronomia da cidade de Évora é qualquer coisa! Experimentem os vinhos, os enchidos e a doçaria conventual (por exemplo: barrigas de freira, pão de rala, pastéis de toucinho de Arraiolos, filhós enroladas ou queijadas de Évora).Se ainda vos sobrar estômago (estava a brincar, claro que sobra!) têm cozido à portuguesa, açorda e gaspacho à Alentejana, ensopado de borrego, migas à Alentejana e cacholeira. E estes são só alguns exemplos!

Centro Histórico de Évora

Será caso para dizer que o Alentejo mora aqui, entre ruas e ruelas, e percorrendo estes caminhos descobre-se a verdadeira Évora. 

Nike Air Force 1 ’07 Sapatilhas para mulher

Saiam em busca dos detalhes de ferro ou dos azulejos únicos e passeiem pelas estreitas ruas de pedras irregulares (de preferência, à sombra, para não esturricarem em 5 minutos, especialmente no Verão! Ah, e mantenham-se hidratadas(os).

Esta cidade-museu, cujas raízes remontam à época romana, atingiu a sua idade de ouro no século XV, quando se tornou a residência dos reis portugueses. A sua qualidade única decorre das casas caiadas de branco decoradas com azulejos e varandas em ferro forjado datadas do século XVI ao XVIII. Os monumentos desta cidade tiveram profunda influência na arquitectura portuguesa no Brasil.

by unesco.org



Templo de Diana ou Templo Romano de Évora

Construído na primeira metade do século I d. C., o Templo Romano de Évora, mais conhecido por Templo de Diana, é um dos vestígios mais evidentes do que terá sido um fórum romano. Segundo estudos realizados no local, sabe-se que ocupava todo o espaço que vai, aproximadamente, do limite sul do jardim até à Sé e do Palácio da Inquisição até ao Palácio Cadaval. 

De planta rectangular, com 25x15m, hexastilo (com seis colunas no alçado principal) e períptero (com colunas isentas a envolverem todo o perímetro da cela), foi construído no estilo coríntio com recurso aos materiais da região, o mármore nas bases de coluna e nos capitéis e o granito na estrutura do podium, nos fustes de coluna e no entablamento. A envolvê-lo a norte, este e oeste um tanque em opus signinum (argamassa de cal, areia e cerâmica triturada) criava um espelho de água certamente relacionado com o culto.

Fonte: TripAdvisor.com

Capela dos Ossos, na Igreja de São Francisco

Lembro-me de ser miúda quando visitei a Capela dos Ossos pela primeira vez, já nessa altura achei que era um local diferente de tudo o que já tinha visto e, apesar de não ser a única do género, continua a ser um local especial.

A Capela dos Ossos foi construída no século XVII, seguindo um modelo então em voga, com a intenção de provocar pela imagem a reflexão sobre a transitoriedade da vida humana e o consequente compromisso de uma permanente vivência cristã. Tanto as paredes como os pilares estão revestidos de alguns milhares de ossos e crânios, provenientes dos espaços de enterramento ligados ao convento. Os frescos que decoram o tecto abobadado, datados de 1810, apresentam uma variedade de símbolos ilustrados por passagens bíblicas e outros com os instrumentos da Paixão de Cristo. À saída da capela, na parede fronteira, um painel azulejar, da autoria do arquitecto Siza Vieira, contrapõe à alusão da morte o milagre da vida.

by Igreja de São Francisco

Para saberem mais, podem visitar aqui.

4. Madrid, Espanha

A história, a arquitectura e o património cultura de Madrid fazem desta uma cidade de eleição para qualquer escapadinha ou mesmo para uma visita mais prolongada!

Aqui vive-se com alegria, pelo bem-estar e convívio, pela boa comida à mesa e uns dedos de conversa com os amigos, num ambiente descontraído e impregnado de boas energias. É ver para crer! 🙂 

Experiências a não perder

View deals on Tripadvisor

Em Madrid não vos vai faltar que fazer, depende se querem correr e visitar tudo ou se querem abrandar e aproveitar ao máximo meia dúzia de experiências de forma mais intensa. Podem sempre voltar mais tarde e experienciar o que não fizerem desta vez!

Dito isto, sugiro que passem pela Porta do Sol, pelo Parque del Retiro e pelo bairro La Latina (não vão encontrar experiência mais profunda, que remete para outros tempos!

Ah, e a gastronomia, em particular os vinhos e as tapas!, a sério, não percam esta oportunidade! Para uma experiência mais imersiva, há tours (umas gratuitas e outras pagas)  que vos mostram alguns tesouros escondidos. Eu sugiro esta “Excursão de degustação de vinho e tapas em Madri“, mas há outras opções que podem ser mais dentro do vosso gosto.


Plaza Mayor de Madrid

Fica a uns 10 minutos a pé do Palácio Real de Madrid e é considerada o centro da cidade de Madrid.

A arquitectura, a gastronomia, os artistas de rua, a luz… Ah, na hora de escolher um restaurante tenham atenção aos preços, já qe nesta zona há preços para todos os gostos e carteiras.

Passear na Gran Via de Madrid

A “Broadway Espanhola”, como alguns lhe chamam, vale muito pela imponência da sua arquitectura, pelos hotéis, teatros, restaurantes e lojas de elite. Penso que a podemos comparar com a Avenida de Liberdade em Lisboa, é bonita, tem história, mas não vai fazer ninguém suspirar de emoção (mas esta é a minha opinião, quando forem digam se concordam comigo ou não!).

Museu do Prado 

Aqui encontram pinturas como The Garden of Earthly Delights, de Hyeronimus Bosch, a série Maja do incomparável Goya e podem maravilhar-se com a peça mais famosa do museu: Las Meninas, de Velázquez.

Além disso, há mais de 20.000 obras de arte de alguns dos artistas mais proeminentes da Europa.

Podem saber mais detalhes aqui.

5. Coimbra, Portugal

5 destinos para o próximo fim-de-semana prolongado | Coimbra

A mais reconhecida cidade do estudante de Portugal, tem uma das universidades mais antigas do mundo e por aqui não falta história e muitas coisas para fazer.

Banhada pelo Mondego, Coimbra foi escolhida por D. Afonso Henriques como a primeira capital do Reino de Portugal e, em 2013, a UNESCO reconheceu a Universidade de Coimbra – Alta e Sofia como Património da Humanidade.

Experiências a não perder

Ir conhecer o Mosteiro de Santa Clara-a-velha ou passear nos Jardins da Quinta das Lágrimas!

Ah, experimentar a gastronomia local, acompanhem um vinho do lavrador com uns petiscos: há moelas, ossos, pica-pau e raia de pitau. Nos restaurantes locais vão encontrar a chanfana, o leitão da Bairrada ou o arroz de lampreia. Mas guardem um espacinho para saborear a doçaria conventual, como os pastéis de Santa Clara ou as arrufadas, bolo com selo de certificação, regional num dos cafés históricos da Baixa. 

Soulmia New Cottagecore Styles




Universidade de Coimbra e a Biblioteca Joanina

É um dos locais mais interessantes da cidade de Coimbra.

O Circuito de Turismo da Universidade de Coimbra desenvolve-se em diferentes núcleos: – O Palácio das Escolas onde se pode visitar o Palácio Real que inclui o Grande Salão dos Atos, a Sala de Exames Privada e a Sala do Armilar; A Capela Real de São Miguel e a Biblioteca Joanina onde podem visitar o Andar Nobre, o Andar Intermédio e o Presídio Académico (com acesso limitado para a preservação do edifício). – O Museu da Ciência onde podem visitar os Gabinetes de Física dos Séculos 18 e 19, as Galerias de História Natural e o Laboratório de Química. – O Jardim Botânico é como viajar pelo mundo através da botânica.

by TripAdvisor.com

Sé Velha de Coimbra

O início da construção da Sé Velha, um dos mais belos edifícios românicos portugueses, remonta a 1164 e é, sem dúvida, um lugar de visita a não perder.

Para saberem mais sobre este maravilhoso edifício, espreitem aqui.

Portugal dos Pequenitos

Inaugurado em 1940 e ideal para levar os miúdos, mas também uma experiência muito engraçada para os mais graúdos, afinal, há uma criança deste de todos nós.

Projectado pelo arquitecto Cassiano Branco, tem casas regionais portuguesas e representação etnográfica e monumental dos actuais países africanos de Língua Oficial Portuguesa, do Brasil, de Macau, da Índia e de Timor, tudo em ponto pequeno!

Para saber mais sobre este projecto, da responsabilidade da Fundação Bissaya Barreto, visitem a página.

Querem mais ideias? Espreitem aqui!

a-ana

   

Também pode gostar de: