“Faço tudo bem e não emagreço”. Diria que em algum momento da nossa vida, muitos de nós já ouviram ou já disseram “faço tudo bem e não emagreço”… Como Nutricionista, é o que mais ouço na primeira consulta…

Vamos então desmistificar o que pode estar a acontecer, por isso não comece a culpar o seu metabolismo, a sua tiróide ou a sua idade.

1.

“Faço tudo bem e não emagreço”? Primeiro, será que está a fazer mesmo tudo bem ou será que só contabiliza o que come na refeição principal e não os extras que vai petiscando. Portanto, a primeira razão é: perder a noção do que come ao longo do dia. Se petisca muitas vezes ao longo do dia, nunca está saciado e tem a sensação de que come pouco, quando, no final de contas, acabou por ingerir calorias a mais.

Para começar a comer de forma mais saudável, experimentem o E-book Receitas Saudáveis da Susana Leal! Para vos deixar com água na boca: 2 exemplos de receitas que vão encontrar aqui: Panquecas de batata doce e Zoodles de curgete. 🤤

Também lhe deixamos algumas receitas aqui!

2.

Segunda causa, será que sou suficientemente ativo ou passo o dia sentado? Se não gasta calorias, não emagrece! Lembre-se de que precisa de gastar mais calorias do que aquelas que consome.

3. e 4.

“Faço tudo bem e não emagreço”? A terceira e quarta razão estão relacionadas, que são a ingestão de água suficiente e o funcionamento do trânsito intestinal. Ao beber, pelo menos, cerca de 1,5 a 2 litros de água por dia está a contribuir para regular o trânsito intestinal, diminuir a sensação de fome e também a retenção de líquidos. A água é dos fatores mais importantes no emagrecimento!

“Faço tudo bem e não emagreço”

5.

Comer rapidamente é o quinto fator que pode estar na origem do problema pois, não dá tempo necessário ao cérebro para entender que o stock de alimentos foi reposto e que pode parar de comer. Ao fazer isto, acaba por comer mais do que realmente precisa, o que resulta em excesso de calorias e consequentemente em ganho de peso.


6.

Por último, não sofra com ansiedade pelos resultados. Pessoas que se preocupam demasiado com a balança, tendem a apresentar piores resultados. Pese-se apenas uma vez por semana, em jejum e sem roupa. Desta forma, evita confrontar-se com as oscilações de peso que ocorrem ao longo do dia e da semana e que são perfeitamente normais.

A Associação Portuguesa de Medicina Preventiva (APMP) lançou o Curso NUTRIÇÃO PARA TODOS e dá-lhe os conhecimentos básicos e práticos sobre nutrição e a sua aplicação no dia-a-dia com ênfase na sua aplicação aos regimes vegetarianos. Descobrirá como estes regimes, incluindo um regime 100% vegetariano, pode proporcionar todos os nutrientes para que desfrute de uma boa saúde. Receberá dicas sobre alimentos, verá produtos serem comparados e aprenderá como planear um menu saudável, entre muitos outros temas.

Nutricionista:
Inês Ligeiro Moreira | Cédula 2867N

Também pode gostar de: